Pelo menos cinco pessoas foram mortas nos últimos dias por presumíveis separatistas muçulmanos no sul da Tailândia, informou esta sexta-feira a imprensa local.

Um subinspetor e dois polícias foram mortos a tiro na quinta-feira por um grupo de dez homens, na província de Yala, segundo o diário Bangkok Post.

Na mesma província, no dia anterior, duas estudantes de enfermagem de 21 e 29 anos também foram mortalmente baleadas num mercado.