O Presidente dos EUA, Barack Obama, criticou hoje a «agressão» russa no leste da Ucrânia, ao receber na Casa Branca o seu homólogo ucraniano, Petro Porochenko.

Obama felicitou, por outro lado, o Presidente ucraniano por ter tido a iniciativa de uma decisão «difícil», ao aceitar dar mais autonomia às regiões do leste do país e uma amnistia aos separatistas pró-russos.