Um tribunal australiano condenou a dez anos de prisão um jovem que planeou um ataque terrorista contra a polícia durante as celebrações, em abril de 2015, em honra dos soldados mortos na I Guerra Mundial.

Sevdet Ramadan Besin, de 19 anos, declarou-se culpado, no passado mês de junho, do crime de preparação ou planificação de um ato terrorista.

O juiz Michael Croucher, do Supremo Tribunal do estado de Vitória, condenou o simpatizante do Estado Islâmico a dez anos de prisão, ainda que tenha a possibilidade de sair ao fim de sete anos e meio em liberdade condicional, segundo a emissora ABC.