A variante humana da doença das vacas loucas causou a quinta vítima mortal em Espanha, uma mulher de Santander, falecida em Janeiro, revelou esta sexta-feira o Ministério da Saúde, noticia a Lusa.

Testes laboratoriais confirmaram que a vítima era portadora da doença de Creutzfeldt-Jakob, variante humana da encefalopatia espongiforme bovina.

«O aparecimento de casos esporádicos não aponta para novos riscos para a saúde pública», tranquiliza o Ministério, em comunicado.

O último caso conhecido da doença das vacas loucas datava de Agosto de 2008. O primeiro, uma jovem de 26 anos, acontecera em Junho de 2005, em Madrid.

A doença será responsável por mais de duzentas mortes em todo o mundo, principalmente na Grã-Bretanha.

Segundo os cientistas, a doença ter-se-á espalhado através de farinhas animais, produzidas a partir de animais infectados.