A antiga candidata republicana à vice presidência dos EUA, Sarah Palin, foi eleita a «mentirosa do ano» de 2009 pelo PoliticFact.com, um site especializado em assuntos políticos.

O «post» que a antiga governadora do Alasca colocou na sua página do Facebook, de que o presidente Barack Obama planeava introduzir «jurados da morte» no sistema de saúde americano, foi considerado a mentira de 2009, refere a «BBC».

«Os meus pais ou o meu bebé com Síndrome de Down terão de comparecer perante os «jurados da morte» de Obama, para que esses burocratas decidam se eles podem ter plano de saúde», escreveu Palin em Agosto, no auge do debate sobre a reforma no sector da saúde.

Palin aludia ao suposto plano do governo de criar painéis para determinar se idosos e portadores de deficiência poderiam receber assistência médica.

Seguiram-se debates em jornais, talk-shows, blogs e reuniões políticas.

A declaração de Palin foi citada quase seis mil vezes nos dois meses seguintes, mas o «PolitiFact.com conclui, após consultar especialistas de ambos os lados políticos, que nunca houve planos para introduzir os chamados «jurados da morte».

Cinco mil leitores do site votaram na mentira de 2009, tendo 61 por cento escolhido os «jurados da morte» de Sarah entre oito finalistas.