Os serviços secretos da Rússia (FSB) anunciaram a detenção de sete alegados membros do grupo terrorista Estado Islâmico que planeava ataques em Moscovo e São Petersburgo, noticia a agência russa Interfax, que cita fonte federal.

A detenção ocorreu em Yekaterinburg, a quarta maior cidade russa, situada nos Montes Urais.

De acordo com a Interfax, o grupo planeava atentados em Moscovo e em São Petersburgo, as duas principais cidades do país e as mais turísticas, mas também em Yekaterinburg.

Os serviços secretos adiantaram ainda que o grupo, do qual fazem parte cidadãos russos e outros naturais da Ásia Central, como Cazaquistão ou Uzbequistão, era liderado por um combatente do EI que chegou ao país via Turquia.

“Os serviços de segurança detiveram a 7 de fevereiro de 2016 em Yekaterinburg sete (…) cidadãos da Rússia e da Ásia Central, da organização terrorista Estado Islâmico, que preparavam atentados terroristas com engenhos explosivos em Moscovo, São Petersburgo e na região de Sverdlovsk (Urais)”, indicou o FSB em comunicado.

Nas habitações dos detidos foram descobertos “um laboratório de fabrico de engenhos explosivos, explosivos, detonadores, armas de fogo, granadas e literatura extremista”.

Não foram adiantados mais detalhes pelo FSB.