O Governo dos Emirados Árabes Unidos denunciou a intrusão de rebeldes xiitas iemenitas na sua embaixada em Sanaa e exigiu a evacuação imediata do local, numa declaração oficial publicada na madrugada de hoje.

Juntamente com a Arábia Saudita, os Emirados apoiam atualmente as forças pró-governamentais no sul do Iémen, numa ofensiva com o objetivo de fazer recuar os rebeldes xiitas ‘huthis’ que ocupam grande parte do território iemenita, incluindo a capital Sanaa, desde o início do ano.

Os ‘huthis’, apoiados pelo Irão, mantêm-se fiéis ao antigo Presidente iemenita, Ali Abdallah Saleh, e têm progressivamente expandido a sua presença no país.