San Diego, na Califórnia, acordou esta terça-feira, sob a ameaça de tiroteio no Naval Medical Centre. De acordo com a CNN, há testemunhos que dão conta de terem sido ouvidos três tiros no interior do hospital que dá emprego a 6.500 pessoas, entre militares, civis e voluntários. 

De acordo com Reuters, que cita fontes oficiais, "não há mortos, feridos ou evidência de tiroteio". As informações são escassas e até contraditórias.

O alerta foi dado por volta das 8:00, na página do centro médico.

“Atenção! Foram feitos relatos de um atirador ativo no edifício 26, do Centro Médico da Marinha de San Diego. Todos os ocupantes são aconselhados a fugir, esconder-se ou lutar. Às pessoas que não pertençam a equipas de resposta de emergência é pedido que se afastem do perímetro, localizado em 34800 Bob Wilson Drive, San Diego, CA 92134”, alerta o post.

 
 

**!ATTENTION!** An active shooter has just been been reported in building #26 at Naval Medical Center San Diego. All...

Publicado por Naval Medical Center San Diego (NMCSD) em  Terça-feira, 26 de Janeiro de 2016

A polícia foi informada por volta da mesma hora. Mike Alvarez, porta-voz do centro médico,contou à CNN que a situação está a ser tratada como se estivesse confirmada a presença de um atirador dentro das premissas hospitalares.

Apesar de terem sido reportados três tiros, ainda não há confirmação do que se passa no interior do centro médico.

Um dos trabalhadores da instituição disse à NBC San Diego que os os colaboradores do centro médico foram expostos a treinos de prevenção a ataques armados.

O centro médico abre todos os dias às 05:30, segundo o mesmo trabalhador, por esta altura devem estar pelo menos 200 crianças no interior.

Já foi criado um perímetro de segurança à volta do centro médico e prevê-se que as escolas nas redondezas venham a ser evacuadas, se a situação assim o justificar.