A polícia acredita que Samantha Lewthwaite, a viúva do terrorista dos ataques de 07 de Julho em Londres e suspeita de envolvimento no ataque ao centro comercial de Nairobi, no Quénia, estaria a criar os filhos para se tornarem assassinos. Depois de analisados os dados do computador da mulher mais procurada do mundo, as autoridades acreditam ainda que ela estaria a planear o ataque no Quénia há pelo menos dois anos.

A mulher terá feito inúmeras pesquisas na Internet sobre truques maquilhagem, alterações de visual e moda ocidental, nomeadamente vestidos de Verão e sapatos abertos. Por ser tida como especialista em mudar a identidade, as autoridades acreditam que estivesse a preparar mais uma mudança de visual radical, antes de levar a cabo o ataque de Nairobi.

As autoridades acreditam mesmo que Samantha só consegue levar a cabo uma vida de fugitiva, como tem feito, por ter essa capacidade de mudar de visual e de identidade.

A polícia acredita ainda que ela poderia estar a planear outros ataques como o do Quénia, que matou pelo menos 67 pessoas. A análise ao computador revelou que ela tinha não só conhecimentos, como também fundos para tal.