Um rapaz de 12 anos de Salt Lake City, nos EUA, está a enternecer o mundo, devido ao seu amor pela leitura. Por não ter dinheiro para comprar livros, a criança passava os dias a ler as publicidades colocadas nas caixas de correio. Depois de conhecer a situação, um carteiro expôs a história no Facebook, gerando uma campanha mundial de solidariedade.

Mathew Flores é uma criança normal, mas, ao contrário de grande parte dos rapazes da sua idade, a coisa que mais gosta de fazer é ler. Mas, até há pouco tempo, a única coisa que podia ler eram os panfletos publicitários deixados no correio.

A situação mudou, há uma semana, quando o carteiro do bairro, Ron Lynch, o viu a vasculhar as caixas do correio e lhe perguntou se não teria alguma publicidade que ele pudesse ler.

O carteiro estranhou o pedido e perguntou-lhe porque não ia a uma biblioteca. A resposta do rapaz comoveu-o de tal maneira, que resolveu publicar toda a história no Facebook.

“Hoje, enquanto estava a entregar o correio no prédio, vi-o a ler anúncios e ele perguntou-me se tinha mais correio para ele ler. Ele disse-me que aquilo que queria era ter livros para ler. Eu disse-lhe que a biblioteca tinha muitos, mas ele confessou que a família não tem carro e que não tinha dinheiro para pagar os transportes”, pode ler-se na publicação. “Por favor, partilhem e vamos arranjar montes de material para ele ler!”.

“Grande parte dos miúdos desta idade só querem jogos eletrónicos! É maravilhoso poder ver o seu desejo e deviam ter visto a felicidade dele quando disse que podia ajudar!”  


O carteiro disponibilizou também a morada do rapaz para que as doações pudessem chegar a sua casa.

Contudo, Ron nunca esperou que o seu apelo tivesse tanto impacto. O carteiro pensou que, no máximo, fossem angariados 50 ou 60 livros, mas o pedido tornou-se viral na Internet e recebeu contribuições de todo o mundo.

Nos últimos dias, centenas de livros, de países como o Reino Unido, Austrália e Índia, chegaram à casa de Mathew.

“Disseram-me: ‘estes livros são para ti’. Pensei que estavam enganados, mas afinal eram mesmo para mim!”, disse, contente, ao jornal local de Salt Lake City.


O rapaz tem agora um móvel no quarto, onde guarda todos os livros que lhe ofereceram. Mathew decidiu partilhar parte das doações a outras crianças que estejam na sua situação.
 

This is just a few.. the mail has barely started coming in... I'll post more soon

Posted by Ron Lynch on  Terça-feira, 28 de Julho de 2015