E se as princesas das histórias encantadas da Disney fossem vítimas de abusos sexuais ou de violência doméstica?

Esta é a ideia que dá mote aos últimos trabalhos do artista do Médio Oriente Saint Hoax, que utiliza ferramentas digitais para refletir sobre o mundo e o que o rodeia.

Apesar de a maioria dos seus trabalhos envolverem crítica política, recentemente o artista produziu duas séries de criações que procuram ser campanhas de sensibilização.

Em «Princest Diaries», que alerta para os abusos sexuais no seio da família, as princesas surgem a beijar os pais. Em «Happy Never After», que procura consciencializar para a violência doméstica, as protagonistas da Disney aparecem magoadas, com nódoas negras.