As forças da ordem francesas abriram, esta quarta-feira, à força de machado, a porta de uma igreja católica em Saint-Denis, no bairro onde decorreu, esta madrugada e manhã, uma operação em busca do cérebro dos atentados de sexta-feira à noite.
 
Já depois de ter sido anunciado o fim do assalto policial em busca de terroristas, pouco depois do meio-dia local (11:00 de Lisboa), a polícia arrombou à machadada a porta da igreja. Uma ação integrada numa operação de segurança subsequente.

O propósito da ação na igreja não é ainda claro, mas, de acordo com o Le Monde, ter-se-á tratado de um falso alarme. Os polícias entraram na igreja e saíram 15 minutos depois, "de mãos vazias".
 
O assalto da polícia a um apartamento em Sain-Dennis, no norte de Paris, começou durante a madrugada, pouco depois das 04:00 locais e durou quase oito horas.
 
A mega-operação de caça ao homem visava o cérebro dos atentados da última sexta-feira. Resultou em sete detidos, dois mortos (uma mulher que se fez explodir e um homem que o procurador confirma ser um terrorista). A Polícia confirma ainda cinco polícias feridos e um cão-polícia morto.