O presidente russo e o seu homólogo ucraniano discutiram um eventual cessar-fogo depois da morte de dois jornalistas russos durante o conflito entre o exército da Ucrânia e as milícias pró-Rússia, segundo fonte do Kremlin.

«A conclusão de um possível cessar-fogo na zona de operações militares no sudeste da Ucrânia foi referida», declarou a fonte do Kremlin, citada pela agência France Press, no final das negociações entre Vladimir Putin e Petro Poroshenko.

Manifestando preocupação com a morte de dois jornalistas da televisão russa, o presidente Putin sublinhou a importância de garantir a segurança dos repórteres na Ucrânia, enquanto Poroshenko se comprometeu a realizar um inquérito para apurar as circunstâncias das duas mortes, acrescentou a mesma fonte.