Notícia atualizada às 10:06

O presidente interino da Ucrânia anunciou ter ordenado às unidades militares estacionadas na península da Crimeia que retirem para o interior do país, na sequência do pedido de separação e anexação da região à Rússia.

«O conselho nacional de segurança e defesa tomou a decisão de, de acordo com instruções do Ministério da Defesa, transferir as unidades militares estacionadas na República Autónoma da Crimeia», afirmou o presidente interino, Olexandre Tourtchinov.

As forças russas invadiram esta segunda-feira uma base militar ucraniana na Crimeia, revelou o porta-voz das forças ucranianas na região, Vladislav Seleznev, através da sua conta no Facebook.

A operação foi realizada com veículos blindados ligeiros e alguns helicópteros, existindo relatos de alguns tiros, acrescentou o mesmo responsável.

Três veículos pesados com soldados ucranianos - que estavam de mãos e pés atados - abandonaram a base duas horas depois, acrescentou o porta-voz.