Guardas de fronteira da Ucrânia e funcionários aduaneiros começaram, esta sexta-feira de manhã, a inspecionar a carga de ajuda humanitária da Rússia para o leste da Ucrânia. A inspeção acontece num ponto de fronteira dentro da Rússia, refere um comunicado militar ucraniano, citado pela agência Reuters.

«Às 10:00 (08:00 em Lisboa) começou a ser inspecionada a assistência humanitária russa no posto fronteiriço de Donetsk. Cinquenta e nove efetivos ucranianos estão a levar a cabo a inspeção», anunciou o porta-voz militar Leonid Matyukhin.

Matyukhin adiantou que, depois de inspecionada, a ajuda humanitária seguirá para o bastião separatista de Lugansk, onde a população civil sofre há cerca de quatro meses as consequências dos combates entre forças de Kiev e separatistas pró-russos.

Uma caravana de 280 camiões russos leva mantimentos e equipamentos para a Ucrânia, numa operação que levantou suspeitas de Kiev de que poderia servir de pretexto para uma invasão russa em território ucraniano, e que o Governo ucraniano tentou impedir.

Numa resposta ao envio pela Rússia da coluna de quase 300 camiões carregados com duas mil toneladas de ajuda humanitária, as autoridades de Kiev enviaram na quinta-feira uma coluna de 75 camiões com 800 toneladas de produtos de primeira necessidade destinados às populações civis de Donetsk e Lugansk.

Tanques russos em movimento junto à fronteira

Dezenas de viaturas blindadas russas foram vistas em movimento esta sexta-feira de manhã no sul da Rússia, próximo da fronteira com a Ucrânia e do local onde estão estacionados os 280 camiões com ajuda humanitária destinada às populações vítimas de combates. Dois jornalistas britânicos, citados pela BBC, referem que veículos do exército russo entraram em território ucraniano. Repórteres da estação de televisão britânica confirmam que tanques russos estão em movimento perto da fronteira, mas sem conseguirem, para já, indicar se se dirigem para a Ucrânia.

Repórteres dos jornais britânicos «The Guardian» e «The Telegraph» noticiaram que 23 viaturas blindadas de transportes de tropas, camiões e outros veículos logísticos com matrícula russa foram vistos a atravessar a fronteira, ainda na noite de quinta-feira. A AFP dá conta que uma coluna de dezenas de blindados russos circulava, esta sexta-feira de manhã, numa estrada em direção ao posto fronteiriço de Donetsk.

O serviço federal russo de segurança, citado pela agência noticiosa pública Ria-Novosti, afirmou que os guardas fronteiriços a operar na região de Rostov, onde está situado o posto de Donestk, não confirmam essas informações.

O número de vítimas no Leste da Ucrânia duplicou em 15 dias e já ultrapassa os dois mil mortos, de acordo com a ONU.