O cessar-fogo na Ucrânia começou à meia-noite, hora local, e as duas partes dizem que está a ser cumprido de forma global.

 

No entanto, há relatos de incidentes esporádicos. Testemunhas disseram à agência Reuters que esta manhã se ouviu artilharia pesada em Donetsk.

 

Já esta manhã, os separatistas pró-russos já avisaram que não vão cumprir o cessar-fogo em Debaltseve, cidade controlada pelo exército ucraniana que os rebeldes estão a cercar.

 

«Claro que podemos abrir fogo. É o nosso território», disse à Reuters o comandante separatista Eduard Basurin.

 

A noite em Debaltseve foi calma, mas os jornalistas relatam alguns sons de artilharia nas últimas horas.

 

Pouco antes da meia-noite na Ucrânia, o presidente Petro Poroshenko deu a ordem de cessar-fogo aos seus militares pela televisão, mas também avisou que as tropas ucranianas não ficam quietas se forem atacadas.

 

«Caros amigos, propositadamente não direi agora o que a Ucrânia fará caso o processo de paz seja interrompido. Digo-vos só uma coisa: se formos bofeteados numa face, não daremos a outra para ser bofeteada. E que deus me perdoe».