O Tribunal Constitucional da Rússia considerou esta quarta-feira legal, por unanimidade, a assinatura do tratado de anexação da Crimeia pelo Presidente Vladimir Putin, um passo essencial no processo para a ratificação do tratado.

«O Tribunal Constitucional reconheceu que este tratado está em conformidade com a Constituição russa», disse o presidente do tribunal, Valery Zorkin, aos jornalistas, citado pela agência Interfax.

A decisão do tribunal permite a Putin entregar o tratado ao parlamento para ser ratificado.

Na terça-feira, a Rússia reconheceu a Crimeia como seu território, após os resultados do referendo de domingo, que «votou» por maioria a anexação.

O Presidente russo e os dirigentes da província autónoma ucraniana assinaram um tratado bilateral com vista à integração da Crimeia na Federação Russa.

A Ucrânia garantiu que «nunca reconhecerá a anexação», enquanto vários líderes europeus e dos Estados Unidos já ameaçaram a Rússia com sanções.