Diplomatas russos deixaram três instalações nos Estados Unidos, este sábado, cumprindo uma ordem dada pelo departamento de Estado, tomada como retaliação quando Moscovo decidiu expulsar 455 funcionários de dependências norte-americanas na Rússia.

A primeira decisão de expulsão da Rússia foi tomada como uma reação ao agravamento das sanções económicas decidido pelo Congreso norte-americano.

Sábado, funcionários do consulado russo na cidade californiana de S. Francisco foram vistos a retirar móveis, equipamentos e malas de dentro das instalações.

A Rússia não poderá mais usar essas instalações para fins diplomáticos ou consulares", foi a posição expressa por um porta-voz do departamento de Estado, citado pela agência Reuters.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia chamou entretanto o embaixador norte-americano em Moscovo para lhe entregar uma nota formal de protesto contra eventuais planos de serem feitas buscas na missão comercial russa em Washington, que irá fechar.