A partir desta terça-feira os palavrões estão proibidos para a televisão, peças de teatro ou livros, na Rússia.

A lei que está a ser alvo de muita polémica foi assinada em maio pelo Presidente Vladimir Putin e agora, os indivíduos que não respeitem a regra podem ter de pagar uma multa de cerca de 50 euros, enquanto as empresas sujeitam-se a pagar uma quantia superior a mil euros.

Adicionalmente, vão ser proibidos todos os filmes com diálogos que contenham este tipo de palavras e os livros com palavrões terão de ter um aviso que alerte para a «obscenidade» da linguagem.

De acordo com o Kremlin, esta nova lei vai permitir a proteção da cultura e da herança linguística do país.

A medida está a ser fortemente criticada por todos os que a consideram uma forma de censura e um atentado à liberdade de discurso.