Dezasseis pessoas estão desaparecidas após a inundação de uma mina de diamantes na Rússia. A informação é noticiada pela CNN que cita a empresa que possui a mina, a Alrosa.

Outras 102 pessoas foram resgatadas da mina "Mir" na cidade de Mirny, na República de Sakha, Sibéria Oriental, afirma o mesmo comunicado, citado pela CNN, que acrescenta que há mais 32 pessoas em fase de resgate.

A Alrosa já tinha anunciado que o incidente ocorreu às 16:30, hora local, por causa da entrada de água na mina, através da abertura.

A operação de resgate prossegue, em paralelo com a reparação dos danos causados.  

A Alrosa autointitula-se líder mundial em minas de diamantes, representando quase 30% da produção mundial de diamantes, em quilates.