Nas vésperas de completar 101 anos, uma mulher norte-americana realizou um sonho: ver o mar.  Ruby Holt passou toda a vida numa quinta no Estado do Tennessee, onde criou os quatro filhos e colheu algodão, e nunca teve tempo nem dinheiro para conseguir ver o mar. Até esta semana.





De acordo com a BBC News, com a ajuda da organização Wish of a Lifetime («Desejo de uma Vida»), que tenta realizar sonhos de pessoas idosas, Ruby Holt fez uma viagem – inteiramente paga pela organização – até ao Golfo do México, na costa do Estado do Alabama, onde colocou os pés na areia e pela primeira vez sentiu a água do mar sobre os dedos. Mesmo a tempo de completar 101 anos, no próximo dia 13 de dezembro.

«Ouvi pessoas falar sobre o mar e sobre quão maravilhoso era. Sempre quis vê-lo, mas nunca tive a oportunidade de o fazer», disse Ruby Holt, citada pela Associated Press.

 

De acordo com o diretor-executivo do lar em que Ruby Holt vive, a história da idosa foi descoberta durante uma «guerra com bisnagas de água». As assistentes do lar fizeram o pedido à ONG dos desejos e foram atendidas pouco depois.

A idosa disse que a viagem para conhecer o mar foi a mais longa que já fez em toda a vida, fazendo-a percorrer cerca de 650 quilómetros. Mas percorrer a distância para a descoberta parece ter valido a pena.

«Não temos isso em casa», afirmou.