A justiça alemã condenou hoje a 14 anos de prisão um ruandês, culpado de cumplicidade no genocídio que fez cerca de 800 mil mortos no Ruanda em 1994.

O processo de Onesphore Rwabukombe foi o primeiro na Alemanha de um ruandês acusado de ter participado no genocídio.

Com 56 anos e refugiado desde 2002 em solo alemão, Rwabukombe estava a ser julgado desde janeiro de 2011 pelo alto tribunal regional de Frankfurt (oeste).