O Presidente interino do Brasil, Michel Temer, demitiu hoje o ministro do Planeamento, Romero Jucá.

Segundo a edição de hoje do Diário Oficial da União, Romero Jucá foi exonerado das funções a seu pedido.

Romero Jucá tinha pedido na segunda-feira para suspender funções até que o Ministério Público Federal se manifestasse sobre os áudios em que aparece a falar da operação Lava Jato, que investiga casos de corrupção envolvendo empresas, políticos e empresários na petrolífera Petrobras.

Na gravação, Jucá surge em conversa com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, em que diz que a mudança no Governo possibilitaria um pacto para travar a Operação "Lava Jato".