229 pessoas ficaram feridas num acidente com dois comboios, no Rio de Janeiro, esta segunda-feira à noite, noticia o G1 que cita a Secretaria Estadual de Saúde. Um dos comboios bateu na traseira de outra composição que estava parada.

No entanto, o estado das vítimas piorou quando jovens entraram no comboio para assaltarem os passageiros. Segundo a TV Globo, que cita um dos passageiros, os jovens saltaram a grade da estação e atacou os feridos deitados no piso da plataforma e no chão dos comboios envolvidos no acidente.

«Metiam a mão no bolso e puxavam. Muita gente foi roubada», contou Feliciano, de 70 anos, que viu ser-lhe roubado o telemóvel e a mochila. Segundo a mesma vítima, uma mulher partiu o braço quando a mala lhe foi arrancada por um dos ladrões.

As vítimas foram assaltadas enquanto esperavam por assistência médica que, segundo os passageiros, demorou bastante a chegar.

As ligações ferroviárias foram retomadas esta terça-feira de manhã. O secretário de Estado dos Transportes garante que a situação é inadmissível e que tudo será investigado, mas para já antecipa que terá existido uma falha.
Médicos de folga chamados aos hospitais

De acordo com a Secretaria de Saúde, 71 pessoas deram entrada nas unidades de saúde. Todos os pacientes foram avaliados, medicados e receberam alta. 

Já segundo a direção do Hospital da Posse, os médicos que estavam de folga foram convocados para reforçar o atendimento aos feridos que chegavam. No entanto, dada a elevada afluência de vítimas, algumas tiveram de ser atendidos nos corredores das urgências. Os feridos ligeiros tiveram alta durante a noite. 

A Polícia Civil e a Agência Reguladora de Transportes Públicos estão a investigar as causas do acidente e mais de 100 pessoas já foram ouvidas no inquérito.