Richard Branson, o milionário britânico fundador da Virgin Galactic, continua a ter intenções de ser o primeiro a viajar no voo pioneiro de turismo espacial da empresa, apesar do acidente de sexta-feira durante um programa de testes. Esta segunda-feira, foram também divulgadas as imagens do momento da explosão, que pode ver na galeria de fotos associada.

«De modo algum iria pedir a outras pessoas para viajarem num voo da Virgin Galactic se não sentisse que é seguro o suficiente para mim?», afirmou em entrevista à CNN.

Os 800 passageiros que se inscreveram para voar com a empresa para o espaço, um investimento na ordem dos 250 mil dólares, cerca de 200 mil euros, continuam a apoiar os planos da empresa, acrescentou Branson.

O empresário afirmou ainda que desde sexta-feira a empresa foi contactada por mais dois investidores interessados, sublinhando o apoio ao programa da Virgin Galactic: «Eles querem ver isto acontecer e demonstrar o seu compromisso».
 
A nave espacial SpaceShipTwo despenhou-se no deserto Mojave, na Califórnia, devido a uma anomalia grave, resultando num morto e num ferido grave.

Apesar do acidente, segundo Richard Branson, «o risco vale a pena. «Mike [o piloto vitimado] teria sido o primeiro a dizê-lo».