As cinzas do escritor Truman Capote foram vendidas em leilão, este sábado, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Renderam cerca de 40.000 euros.

Os restos mortais do escritor foram guardados numa caixa de madeira japonesa e estiveram nas mãos da amiga Joanne Carson durante 30 anos. Truman Capote morreu, aliás, na Casa dos Carson, em 1984, vítima de insuficiência hepática. Tinha 59 anos.

Joanne Carson foi a cuidadora das cinzas até à sua morte, no ano passado. Antes de falecer, a mulher chamou um leiloeiro e ter-lhe-á contado que o autor não queria que as suas cinzas ficassem “guardadas numa prateleira”.

Por isso, Darren Julien não sentiu que estivesse a profanar a memória do escritor ao levar as cinzas a hasta pública, porque “isto [leilão] iria seguramente de encontro aos desejos do autor”, segundo cita a CNN. Foi a primeira vez que umas cinzas foram vendidas publicamente em leilão.

O leiloeiro não esperava, no entanto, que as cinzas rendessem mais de 10.000 dólares (aproximadamente 8.000 euros), e ficou surpreendido com o valor alcançado. Concretamente, 43.750 dólares, o equivalente a 39.013 euros (à taxa de câmbio desta segunda-feira, pelo Banco de Portugal).

Se fosse vivo, Truman Capote estaria quase a fazer anos. Nasceu em Nova Orleães, nos Estados Unidos, a 30 de setembro de 1924. Os livros do escritor estão traduzidos em português. Algumas das suas obras literárias chegaram ao cinema, como “Boneca de luxo” (título em português), que na versão original se chama “Breakfast at Tiffany’s”, com Audrey Hepburn no papel principal.