O exército da Nigéria disse na sexta-feira que resgatou 90 pessoas, incluindo mulheres e crianças, após a retirada de militantes do grupo radical Boko Haram de duas aldeias no nordeste do país.

Um responsável que fez declarações na qualidade de porta-voz disse que “as tropas resgataram 23 homens, 33 mulheres e 34 crianças dos terroristas” na quinta-feira nas aldeias de Dissa e Balazala, junto à localidade de Gwoza no Estado de Borno.


Gwoza foi onde o Boko Haram proclamou um "califado" no ano passado antes de a localidade estratégica ter sido recuperada pelas tropas governamentais em março.