Os cerca de 150 esquiadores que ficaram presos, neste domingo, durante várias horas num teleférico nos Alpes franceses foram retirados sem incidentes durante uma grande operação de resgate.

A operação de resgate começou às 15:30 locais (14:30 horas de Lisboa) e foi concluída duas horas mais tarde, indicou o diretor do gabinete de turismo de Chamrousse (sudeste de França), Franck Lecoutre.

“Estarão todos presentes no jantar de Natal”, salientou o responsável, em declarações à agência France Presse, precisando que ninguém ficou ferido.

As condições meteorológicas também ajudaram os trabalhos de resgate, segundo a mesma fonte.

A avaria, de origem ainda desconhecida, ocorreu às 15:00.

O teleférico assegura a ligação entre a estância de Chamrousse, situada a 1.650 metros de altitude, e o cume Croix de Chamrousse (a 2.250 metros de altitude).

O teleférico em questão está operacional desde 2009 e é composto por 70 cabines.

Nos trabalhos de resgate estiveram envolvidos serviços das pistas da estância, dois helicópteros da Proteção Civil, bem como sete socorristas.