Pelo menos 21 pessoas, incluindo crianças, foram mortas e certos corpos mutilados, num ataque de uma «extrema brutalidade» no leste da República Democrática do Congo, informou a missão da ONU no país (Monusco).

Segundo a agência Lusa, a maioria das vítimas foi assassinada, com armas brancas, na sexta-feira e no sábado, nas aldeias Musuku e Mwenda, na província de Kivu do Norte.

Uma nota da Monusco refere, sem mencionar os presumíveis autores do ataque, que três meninas foram violadas por assaltantes, antes de serem decapitadas. O corpo mutilado de uma criança foi encontrado numa árvore, na aldeia de Musuku.