O académico francês René Girard, apelidado “o novo Darwin das ciências humanas”, morreu na quarta-feira aos 91 anos nos Estados Unidos da América, anunciou a Universidade de Stanford, onde foi professor.

“O conceituado professor francês de Stanford, um dos 40 imortais da prestigiada Academia francesa, morreu na sua casa em Stanford, na quarta-feira, vítima de doença prolongada".


Os seus livros, traduzidos em todo o mundo, “ofereceram uma visão audaciosa e vasta da natureza, da história e do destino humano”, acrescentou a universidade.