O antigo ministro britânico dos Negócios Estrangeiros David Miliband, que em 2010 perdeu a corrida para liderar o Partido Trabalhista para o seu irmão Ed, recusou voltar a candidatar-se, depois da pesada derrota nas eleições de quinta-feira.

David Miliband criticou a campanha eleitoral liderada pelo seu irmão, e assinalou que o resultado dos comícios foi “devastador” para o partido, numa entrevista à BBC, dada em Nova Iorque, nos Estados Unidos, onde exerce a presidência da Organização (ONG) Não Governamental Comité Internacional de Resgate.

Ed Miliband demitiu-se da liderança do Partido Trabalhista na sexta-feira, depois de os trabalhistas, que aspiravam governar, terem perdido 26 lugares, permitindo ao Partido Conservador alcançar a sua primeira maioria absoluta nos últimos 18 anos.