Cerca de 30 corpos foram encontrados, esta madrugada, a bordo de um barco com imigrantes, no Canal da Sicília, que separa Itália da costa norte de África, de acordo com agências italianas, que citam a marinha e a guarda-costeira.

Os corpos foram descobertos quando as equipas de resgate subiram a bordo do pesqueiro que transportava cerca de 590 refugiados e/ou imigrantes, para proceder à retirada imediata dos mais necessitados, grupo em que se incluíam duas grávidas.

Uma operação para rebocar o barco, conduzida pelo Navio Grecale, da marinha italiana, estava em curso, pelo que se espera que a embarcação alcance Pozzallo, na zona de Raguse, localizada no sudeste da Sicília, durante o dia de hoje.