Cerca de 20 mil pessoas, de acordo com a polícia, manifestaram-se esta segunda-feira em Viena contra o "tratamento desumano" dos migrantes, alguns dias após ter sido encontrado um camião com 71 corpos numa autoestrada austríaca.

Os manifestantes concentraram-se na estação ferroviária Westbahnof, antes de percorrerem uma rua comercial, na capital austríaca.

Ao mesmo tempo, na catedral de Santo Estevão de Viena decorria um serviço religioso em memória dos 71 migrantes.

Centenas de refugiados e migrantes chegaram esta segunda-feira à gare de Viena de Áustria a bordo de um comboio proveniente de Budapeste, Hungria, depois de terem estado retidos várias horas na fronteira austríaca, disse a polícia. 

Na estação de Viena, muitos deles embarcaram em comboios com destino a Salzburgo, na Áustria, e a Munique, na Alemanha, disse um correspondente da agência noticiosa AFP.