Um especialista da ONU em direitos dos migrantes anunciou esta sexta-feira que adiou uma visita à Austrália devido a restrições de acesso que lhe foram impostas e ao receio de que as pessoas com quem previa encontrar-se sofressem represálias.

François Crépeau, relator especial das Nações Unidas para os direitos humanos dos migrantes, foi convidado pelo governo australiano a visitar o país entre 27 de setembro e 09 de outubro para recolher informação sobre a situação dos migrantes e candidatos a asilo e nos centros de detenção australianos instalados na Papuásia Nova Guiné e em Nauru.

Mas, ao preparar a visita, Crépeau disse ter sabido de uma nova disposição legal que prevê penas de dois anos de prisão para os trabalhadores dos centros de detenção que revelem “informação protegida”.