Mais de 230 mil migrantes chegaram à Grécia por mar desde o início do ano, contra perto de 17.500 no mesmo período em 2014, disse hoje o ministro-adjunto da Marinha Mercante grego, Nikos Zois.

"Mais de 80%" destes migrantes, registados pela guarda costeira, "são refugiados", candidatos a asilo político, sublinhou numa conferência de imprensa, na qual estiveram outros ministros gregos, para anunciar as medidas de resposta a este fluxo migratório do Governo grego.

"Trata-se de uma progressão exponencial, e não sei como é possível preparar-se para isto", acrescentou, numa altura em que as autoridades gregas são criticadas, interna e externamente, pelas falhas na assistência a estas populações.

Esta quinta-feira o mundo acordou chocado com a imagem do corpo de um menino sírio, de apenas três anos, encontrado na costa da Turquia, quando a sua família se preparava para ir para o Canadá. A mãe e o irmão morreram, só sobreviveu o pai.