“Os dois chamaram-me a atenção porque, no meio desta história triste, este momento lembrou-me de que não devemos dizer não às pessoas que estão a fugir da guerra”, recordou o fotógrafo.





“O governo dinamarquês está sob pressão, mas estas fotos estão a ser utilizadas pelas pessoas na Dinamarca para levar outras a mudar a sua opinião”, contou.