O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, considerou hoje que “deve terminar imediatamente a detenção” na Grécia de migrantes que chegaram ao país desde a entrada em vigor, em 20 de março, do acordo UE-Turquia.

De visita a Lesbos, principal porta de entrada dos migrantes na Grécia, Ban apelou à Europa que “responda de uma forma humana, e inspirada dos direitos humanos” à crise migratória, acrescentando que “a detenção não é a solução de deve terminar imediatamente”.

O secretário-geral da ONU exprimia-se após ter visitado dois campos da ilha que acolhem cerca de 3.400 pessoas, a maioria detidas antes de um provável reenvio para a Turquia, nos termos do acordo UE-Turquia.