O secretário-geral das Nações Unidas rejeitou o pedido de vários países para prolongar por mais um ano o mandato de António Guterres no Alto Comissariado para os Refugiados (ACNUR).

Não são conhecidos, para já, os motivos que levaram Ban Ki-moon a rejeitar este pedido, que surgiu com o agravamento da crise dos refugiados.
 
Também não é muito comum que o secretário-geral das Nações Unidas ignore este tipo de apelos.
 
O antigo primeiro-ministro português foi eleito para liderar a ACNUR em 2005, tendo sido reeleito em 2010. No início deste ano, a assembleia-geral decidiu prolongar, excecionalmente, o mandato de António Guterres até 31 de dezembro.

António Guterres, cuja saída da ACNUR foi conhecida no início de setembro, tem sido apontado como possível candidato ao cargo de secretário-geral da ONU.  O próprio  não fecha a porta, mas remeteu para mais tarde o anúncio de uma decisão.