A Alemanha vai colocar a Argélia, Marrocos e Tunísia numa lista de “países de origem seguros”, o que vai facilitar a rejeição de pedidos de asilo de pessoas daí provenientes, anunciou esta quinta-feira vice-chanceler, Sigmar Gabriel.

“Agora, vamos (…) declarar legalmente os três países – Marrocos, Argélia e Tunísia – como países seguros”, afirmou o também líder dos social-democratas, depois de uma reunião com os dirigentes dos outros partidos da coligação, a chanceler Angela Merkel, dos democratas-cristãos, e Horst Seehofer, dos sociais-cristãos, da Baviera.

De acordo com a AFP, os três decidiram um novo pacote de medidas que visam reduzir o número de candidatos a asilo na Alemanha, que assistiu à entrada de 1,1 milhões de migrantes em 2015, na sua maioria refugiados de guerras, designadamente na Síria.