O homem acusado de raptar e matar duas crianças refugiadas na Alemanha viajou pelo país com um “kit” de abuso de menores na mala do carro.

O Tribunal acredita que Silvio S., de 33 anos, andava constantemente à procura de crianças. Quando foi detido, a polícia encontrou, na parte de trás do seu carro, vários brinquedos, comprimidos para dormir, clorofórmio, uma arma de choque, mordaças, alguns objetos para estrangulamento, entre outros.

O homem é acusado do sequestro e do homicídio de Mohammed, quatro anos, e Elias, de seis anos. O suspeito assumiu ter morto as duas crianças bósnias.

Na altura, a imprensa alemã adiantava que os crimes tinham “natureza sexual” e, de facto, a polícia acabou por confirmar que Mohammed, que foi para a Alemanha como refugiado com a família, foi raptado, violado e, por fim, morto. O corpo do menino acabou também por ser encontrado no carro de Silvio S.. Elias, de seis anos, terá sido enterrado.