A fotografia de um menino sírio à porta de um ginásio da cidade turca de Adiyaman sensibilizou as redes sociais. De sandálias nos pés em pleno inverno, e com o equipamento do trabalho às costas, esta criança foi fotografada a contemplar as instalações de um ginásio (Olimpiyat Sports Center). O momento não passou despercebido a um habitante local. 

Omer Yavuz foi quem tirou a fotografia e a publicou nas redes sociais. Com o objetivo de "denunciar as circunstâncias de vida do menino", Omer confessou à BBC que queria que as pessoas reparassem na forma como o menino estava calçado. 

Eu não consegui dormir naquela noite, porque não conseguia parar de pensar sobre a situação dele", contou Yavuz à BBC. 

A fotografia tornou-se viral e a história de Muhammet Hussein, de 12 anos, chegou aos ouvidos de um dos proprietários do ginásio. Mustafa Kucukkaya partilhou a fotografia no Instagram e pediu ajuda para encontrar o menino. 

Se alguém conhece este irmão, por favor, apresente-nos. O nosso ginásio será gratuito para ele durante toda a vida", lê-se numa publicação do Instagram de Mustafa. 

 

 

Poucos dias depois, o proprietário do ginásio voltou a fazer uma publicação na sua conta de Instagram, onde revela ter encontrado a criança, que já se encontrava, tal como prometido, a frequentar aquele espaço de fitness. Agora, devidamente equipado, com fato de treino e sapatilhas. 

 

 

Perante a boa ação de Mustafa, vários utilizadores fizeram posts nas suas redes sociais, elogiando a sua atitude. 

 

 

 

Em declarações à imprensa local turca, o menino confessou estar "muito satisfeito e agradecido" por poder treinar naquele ginásio.