Cerca de 2.000 migrantes que procuravam chegar à Europa foram resgatados esta segunda-feira dos seus barcos, incapazes de navegar no Mediterrâneo, em 15 operações ao largo da costa da Líbia, informou a guarda costeira italiana.

Dois navios de guerra italianos resgataram mais de 500 pessoas, dois barcos dos Médicos Sem Fronteiras (MSF) mais de 788, um barco da marinha irlandesa e um navio de carga que passava salvaram mais algumas centenas de migrantes, de acordo com a guarda costeira.

As nacionalidades das pessoas resgatadas não foram divulgadas, mas a maioria dos migrantes que fazem a perigosa viagem em embarcações superlotadas vêm da África subsaariana.