O governo mexicano pediu esta segunda-feira à Colômbia para continuar a “procurar caminhos” no sentido da paz mesmo depois de os acordos de paz entre o executivo colombiano e a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) terem sido rejeitados através de referendo.

“O México faz votos para que a Colômbia continue a explorar todas as avenidas possíveis para avançar de forma unida no sentido da paz e da prosperidade”, refere uma nota da Secretaria de Relações Exteriores (SER).

A mensagem da diplomacia mexicana foi emitida após ter sido conhecido o resultado do referendo na Colômbia sobre o Acordo Final de Paz que tinha sido assinado pelo governo do Presidente Juan Manuel dos Santos e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

Na mesma linha, a União de Nações Sul-americanas felicitou os colombianos pelo espírito democrático e pacífico durante o referendo de domingo sobre o acordo com a guerrilha das FARC e renovou o seu compromisso com a procura da paz através do diálogo.

A Secretaria-geral da Unasur, com sede em Quito, expressou num comunicado o seu “reconhecimento e felicitação ao povo da Colômbia pelo espírito democrático e o comportamento cívico e pacífico durante o dia do referendo sobre o acordo final para o fim do conflito e construção de uma paz estável e duradoura” no país.

“Neste momento decisivo para a Colômbia, a secretaria-geral destaca o reconhecimento dos resultados expresso pelo Presidente Juan Manuel Santos e outros atores políticos”, precisa o texto.