Um jovem feito refém, esta segunda-feira, no café de Sidney, na Austrália, enviou um SMS à mãe. O rapaz descansou a mãe, garantindo-lhe que está bem.
 
«Estou bem, mãe. Não posso falar», escreveu.
 
O rapaz, aprendiz de canalizador, é um dos reféns do Café Lindt, junto à Ópera de Sidney. Um número ainda não determinado de sequestradores fez um número também ainda indeterminado de reféns, às primeiras horas da manhã desta segunda-feira. Eram 9:45 locais (menos 11 horas em Lisboa).

O relato de um português que trabalha perto do café
 
O jovem tinha mandado uma mensagem à mãe dizendo-lhe que estava no café. «O meu coração parou. Mandei de volta uma mensagem: "O que está a acontecer? Estás bem?», contou a mãe.
 
O último contato que ela teve com o filho foi então por volta das 15:00 locais, dizendo que estava bem.