A Agência Espanhola de Proteção de Dados (AEPD) anunciou hoje que decidiu multar o Facebook em 1,2 milhões de euros por ter recolhido informações pessoais sobre os usuários sem o seu consentimento.

A agência declara a existência de duas infrações graves e uma muito grave por incumprimento da lei de proteção de dados e impõe ao Facebook uma multa total de 1,2 milhões de euros”, de acordo com um comunicado da instituição à imprensa.

Os dados sobre ideologia, sexo, crenças religiosas, gostos pessoais ou navegação são recolhidos diretamente, mediante a interação com os serviços ou desde páginas de terceiros sem que o usuário seja informado sobre a utilização e finalidade que o Facebook vai dar aos mesmos, segundo a AEPD.

Este ano, o Facebook já tinha sido multado pela Comissão Europeia em 110 milhões de euros (122,4 milhões de dólares). A entidade responsável pela regulação do mercado da concorrência na União Europeia (UE) consideram que empresa norte-americana forneceu “informação enganosa” na altura em que adquiriu o serviço de mensagens WhatsApp.

A decisão foi revelada esta quinta-feira, mas o caso remonta a 2014.