Pelo menos 24 pessoas morreram esta madrugada na sequência de uma explosão e durante combates nos subúrbios da cidade de Alepo, no norte da Síria, informou esta segunda-feira o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Das vítimas, 14 são membros das Forças de Defesa Nacional (milícias civis pró-governamentais), que perderam a vida numa explosão de origem desconhecida na estrada da localidade Al Ramusa, a sudoeste de Alepo.

Os restantes dez são combatentes de fações rebeldes, que se envolveram em confrontos com os efetivos do regime nas imediações.