Pelo menos 19 rebeldes e 16 combatentes pró-regime morreram nas últimas 24 horas em combates na zona de Alepo, no norte da Síria, indicou este domingo uma organização não-governamental (ONG), citada pela Agência France-Presse.

De acordo com a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos, com sede em Londres, os rebeldes mortos pertenciam à Frente Al-Nosra, ramo sírio da rede terrorista Al-Qaida, e grupos rebeldes aliados.

O regime lançou barris de explosivos sobre um bairro na zona nordeste da cidade de Alepo, causando vários feridos, incluindo crianças, acrescentou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.