A Coreia do Norte reabriu a sua maratona anual em Pyongyang a estrangeiros, depois de ter imposto com uma interdição por receios devido ao surto de Ébola, de acordo com agências de viagens.

Pyongyang anunciou no mês passado que a maratona de 12 de abril apenas estaria aberta a atletas locais devido a receios de contágio com o vírus do Ébola.

No entanto, a fronteira foi oficialmente reaberta no início desta semana, com a agência de viagens Koryo Tours a indicar hoje que foi informada que a maratona estava novamente aberta a todos.

A agência, que já tinha começado a reembolsar as cerca de 450 pessoas que se tinham inscrito na corrida, está agora a tentar reconfirmar os itinerários.