O Presidente cubano, Raul Castro, afirmou no sábado que o seu Governo está disposto a dialogar com os Estados Unidos se a independência e o sistema político da ilha forem respeitados.

«Se realmente queremos avançar nas relações bilaterais, temos de aprender a respeitar as nossas diferenças e habituarmo-nos a viver pacificamente com elas, só assim. Caso contrário, estamos dispostos a suportar outros 55 anos na mesma situação», de bloqueio imposto por Washington, declarou Castro no encerramento da segunda sessão parlamentar anual de Cuba.

O Presidente cubano salientou que o seu Governo «manifestou em várias ocasiões a sua disposição para manter um diálogo respeitoso com os Estados Unidos, de igual para igual, sem comprometer a independência, a soberania e a autodeterminação da nação».

Entretanto, o Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, teve no sábado um encontro com o ex-presidente cubano Fidel Castro em Havana no qual discutiram assuntos regionais, informou a imprensa local.

A visita de Maduro pretendeu assinalar 19 anos da primeira visita do ex-presidente venezuelano Hugo Chávez à ilha, durante a qual se reuniu com Fidel, a 14 de dezembro de 1994, de acordo com o portal Cubadebate.

«Durante o prolongado encontro, Fidel e Maduro evocaram a figura e os ideais do líder da Revolução Bolivariana Hugo Chávez», referiu o portal que a Lusa cita.