A polícia moçambicana registou 64 casos de sequestro entre julho de 2001 e setembro de 2013, anunciou esta quinta-feira o ministro do Interior de Moçambique, Alberto Mondlane.

Falando no Parlamento, Mondlane considerou que os sequestros são um fenómeno novo «que chocaram profundamente a sociedade moçambicana», mas defendeu como «satisfatório» o trabalho da polícia na sua resolução.

«Mais casos serão levados a tribunal», prometeu o ministro, sem mencionar o facto de entre seis pessoas condenadas recentemente por sequestros estarem três polícias.